segunda-feira, 11 de setembro de 2017

ANTÍGONA



CINCO RAZÕES PARA ASSISTIR ANTÍGONA

        1 - A peça é representada na íntegra, fato que há muitos anos não ocorria nos palcos paulistanos. O autor Sófocles (496 A.C. / 406 A.C.) e o público agradecem.
        2 – A versão de Celso Frateschi tem elegante tom coloquial sem, no entanto, vulgarizar as falas.
        3 – O espaço cênico está muito bem estruturado consistindo de uma plataforma com poltronas de ambos os lados onde os espectadores se acomodam tendo o olhar ao mesmo nível daqueles dos atores. Os atores ainda atuam nas laterais da plataforma, assim como em andar mais elevado. A aproximação entre atores e público dá um ar de cumplicidade entre ambos.
        4 - A discreta direção de Moacir Chaves utiliza da melhor forma o espaço cênico, a bela iluminação e a movimentação dos atores.
        5 - A distribuição das personagens entre os três atores é muito boa. Celso Frateschi encarrega-se de Creonte; Naruna Costa responde pela personagem título, além de Ismênia e Eurídice; Pascoal da Conceição toma para si o restante das personagens (o guarda, o mensageiro, o jovem Hemon e o velho Tirésias). Os três atores representam o coro dos anciãos. Todos ótimos, com destaque (pela surpresa) para Naruna Costa, que já esteve ótima como Elza Soares em Garrincha de Bob Wilson e que aqui mostra sua competência para a tragédia, além de ser muito bonita. Celso Frateschi e Pascoal da Conceição não precisam provar nada e minha única observação vai para o tom histérico e nervoso que Pascoal imprime a Tirésias (com o conhecimento e sapiência que tem, o velho profeta não necessitaria de tantos gritos para expor suas ideias).

Foto de Gisela Schlogel

        Texto, direção e interpretação - a tríade essencial para um bom espetáculo - estão aqui muito bem representados. Some-se a isso a significativa trilha sonora de Daniel Maia, a já citada iluminação de Aurélio de Simoni e os figurinos de Sylvia Moreira. Como se vê há bem mais que cinco razões para assistir a este importante trabalho.

        E o cordão dos anciãos continua mais prudente do que nunca e com o rabo entre as pernas! Alguma semelhança?

        ANTÍGONA está em cartaz no Ágora Teatro de quinta a sábado às 21h e domingo às 19h. Toda sexta feira, após a apresentação, haverá debate coordenado por Welington Andrade e com a participação do elenco.


10/09/2017

Um comentário:

  1. Um prazer assistir a esse espetáculo, muito bom e em ótima companhia.

    ResponderExcluir